×

REGIÕES

Curitibanos Frei Rogério Ponte Alta do Norte São Cristovão do Sul São João Batista

NOTÍCIAS

Esporte Fique Ligado Segurança Santa Catarina Brasil
São João Batista

São João Batista está em situação de infestação por mosquito da dengue

24 focos positivos para Aedes aegypti já foram identificados no município desde o início do ano. Foto: Divulgação.

Com 24 focos já identificados no ano, São João Batista está em situação de infestação por Aedes aegypti. Diante do cenário, a Secretaria Municipal de Saúde solicita mais uma vez o apoio da comunidade para eliminar potenciais criadouros do mosquito responsável pela transmissão da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus.

“Mesmo com o coronavírus, a dengue segue sendo uma realidade. Por isso, é muito importante que cada um faça a sua parte nesta luta contra o Aedes. Pedimos que todos deem uma olhada com mais atenção nos seus quintais, nas suas casas, para não deixar água acumulada, eliminando potenciais criadouros do mosquito”, conclama a diretora de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Aline Paulista.

Conforme ela destaca, o aumento no número de focos foi de 480% em comparação ao mesmo período do ano passado. Dos focos identificados em 2021, 20 foram no Centro, dois na Tajuba I e dois na Tajuba II. Quatro pessoas já apresentaram sintomas suspeitos de dengue e estão no aguardo dos resultados dos exames. Confira algumas orientações para evitar a proliferação do Aedes aegypti:

* Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda

* Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo

* Mantenha lixeiras tampadas

* Deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água

* Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água

* Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana

* Mantenha ralos fechados e desentupidos

* Lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana

* Retire a água acumulada em lajes

* Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados

* Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário

* Evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue

* Denuncie a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Secretaria Municipal de Saúde

* Caso apresente sintomas de dengue, chikungunya ou zika vírus, procure uma unidade de saúde para o atendimento

Grazielle Delfino

Comentários

Carregando do Facebook...
Vídeos da Semana

Vacinação contra a Covid-19 de crianças de 5 a 11 anos com deficiência ou comorbidades

18/01/2022

Com aumento de casos de Covid-19, prefeitura reorganiza atendimentos

06/01/2022

Últimas Notícias