×

REGIÕES

Curitibanos Frei Rogério Ponte Alta do Norte São Cristovão do Sul São João Batista

NOTÍCIAS

Expocentro Esporte Fique Ligado Segurança Santa Catarina Brasil
Dirigindo no Via

Preço da gasolina aumenta e o uso do carro diminui

Só esse ano o combustível teve seu preço reajustado vezes, acumulando uma alta de 34%, além da revisão da base de cálculo do ICMS.

Em Lages, já na manhã de sexta-feira (19) já havia posto praticando o novo aumento, R$5.259 o litro. Para piorar, ainda esse mês haverá um novo aumento. Já o diesel com este aumento, já soma 27% somente neste ano.

A situação não é boa, pois já pagamos caro pelo combustível e a qualidade não é das melhores, pois quase 30% é de etanol adicionado, ou seja, a gasolina é mais fraca que a vendida no Paraguai, por exemplo, lá é pura.

Venho então, mais uma vez orientar para que economize, use o carro de maneira racional, pois todos sentimos no bolso os efeitos.

Planejar as saídas com o carro, procurar agendar compromissos coincidentes com mais atividades, também da outra pessoa da família, para que duas situações possam compartilhar a mesma viagem.

Fazer compras, listar o que se vai comprar, traçar um trajeto para que, se visite os estabelecimentos necessários na mesma viagem, procurar que estejam na mesma rota.

Agora, com a volta as aulas, se for levar o filho (a) a escola, na volta, já passa no mercado, ou padaria, por exemplo, já evita uma saída exclusivamente para estes.

E, as velhas mas eficazes dicas para dirigir economizando.

Não arrancar e frear bruscamente, manter velocidade constante. Se houver um semáforo à frente, de nada adianta acelerar para ultrapassar todos os carros que puder, pois terá que parar quando o sinal fechar. Se mantiver velocidade constante, dentro do limite, talvez ao chegar próximo ao semáforo, este pode já ter aberto

Manter pneus calibrados, geometria e balanceamento em dia, isto além de outros benefícios diminui o peso de arraste, contribuindo para economia de combustível.

Respeitar os limites de velocidade, não “esticar” as marchas, não acelerar desnecessariamente, isto tudo contribui.

E por fim, se não realmente necessário, deixe o carro na garagem, caminhe, pedale, além de fazer bem ao bolso, faz melhor ainda ao corpo.

Deixo claro que esta coluna não escreve sobre economia nem política. Torcemos para que haja uma forma de parar esses aumentos, pois não é possível mais e mais reajustes.

Comentários

Carregando do Facebook...
Vídeos da Semana

Informativo Municipal - Edição 14

10/08/2022

Giro Policial - Edição 08/08

09/08/2022

Últimas Notícias