quarta, 13 de dezembro de 2017

Notícia

Padrão do abrigo não é o mesmo do projeto. Foto: Grazielle Delfino.

Novo ponto de ônibus não agrada a população

Noticiado desde o início deste ano, os novos pontos de ônibus começaram a ser instalados em Curitibanos, porém grande maioria da população não aprovou um modelo que foi construído na Cohab I. A manifestação popular nas redes sociais reclamou que o abrigo é pequeno e que não se parecia com o projeto divulgado pela prefeitura.

A prefeitura de Curitibanos tenta mais uma vez implantar um novo modelo de ponto de ônibus na cidade, agora os abrigos são fabricados com madeira que conforme a Secretaria de Planejamento deve ser mais resistente.

Em junho deste ano foi assinado a ordem de serviço para a construção dos abrigos, o prazo para conclusão era de 90 dias. Além de a obra estar atrasada, o abrigo instalado na Cohab I não agradou e nas redes sociais a população reclamou apontando que o ponto de ônibus é pequeno, abrigando apenas umas quatro pessoas, sem contar também que a proteção das laterais é muito estreita. Algumas pessoas também não aprovaram o material utilizado.

Diante da repercussão negativa, a prefeitura se manifestou e divulgou uma nota através da assessoria de comunicação onde diz que a Administração Municipal, através da Secretaria de Planejamento constatou que a empresa responsável pela execução dos Abrigos de Ônibus – o primeiro deles, fixado na Cohab I, em fase experimental, não seguiu os padrões estabelecidos no projeto. Esse não foi o abrigo licitado, portanto, a empresa será notificada para adequar-se ao que foi solicitado. Caso isso não ocorra, a Administração fará uma nova licitação.

Conforme informações do site da prefeitura são 65 abrigos, com base nesses dados e fazendo um cálculo direto, o custo de cada abrigo fica em torno dos R$4 mil, somando um total de mais de R$308 mil.