×

REGIÕES

Curitibanos Frei Rogério Ponte Alta do Norte São Cristovão do Sul São João Batista

NOTÍCIAS

Expocentro Esporte Fique Ligado Segurança Santa Catarina Brasil
Segurança

Mulher grávida é assassinada pela amiga em Canelinha

Flavia estava grávida de 36 semanas. Foto: Divulgação.

A vítima, Flavia Godin Mafra de Canelinha, estava desparecida e foi encontrada nesta manhã de sexta-feira (28) morta no bairro Galera, no município Canelinha. Flavia estava grávida de 36 semanas.

De acordo com a PM, a vítima foi encontrada morta em uma cerâmica desativada e o bebê foi retirado de sua barriga antes da jovem ser encontrada. Para fazer o parto os criminosos utilizaram um estilete.

Na quinta-feira (27), por volta das 21 horas a Polícia Militar foi acionada até o hospital de Canelinha, pois uma criança recém-nascida apresentava cortes profundos nas costas e lesão em um dos braços. Os policias fizeram boletim de ocorrência.

A suposta autora disse para os profissionais de saúde que teria tido o parto na rua e foi auxiliada por moradores, que a levaram até a entrada do condomínio em que reside. A partir daí, foi levada ao hospital de Canelinha. A criança recebeu atendimento pelos médicos do hospital e a suposta mãe foi atendida por um médico especialista. O mesmo percebeu de pronto que ela não apresentava indícios de parto recente, o que causou desconfiança da equipe médica.

Nesta sexta-feira (28), os policiais receberam a informação de que havia uma grávida desaparecida e o último contato dela teria sido com a suposta gestante que foi ao hospital.

Diante das buscas e investigações, os policiais foram falar com a suspeita, que confessou o crime.

A suposta autora do crime relatou aos policiais que armou o chá de bebê, dando carona para a vítima até o suposto local do evento. No caminho parou em uma cerâmica abandonada no bairro Galera, dizendo para a mesma que as pessoas estavam chegando para o chá. A mesma alegou ter realizado o homicídio devido à proximidade da gravidez dela e de Flávia e por serem amigas. O único objetivo do crime seria ficar com o bebê da vítima.

Flavia teria dado as costas para a autora que desferiu uma tijolada na cabeça da vítima. Em seguida outros golpes foram referidos até deixar a jovem gestante inconsciente. Neste momento, ela pegou o estilete e fez um corte na barriga da vítima, retirando a criança. Ela alega que estava sozinha no momento do crime.

Durante o depoimento, o delegado disse que ela se mostrou extremamente fria, em momento algum demonstrou arrependimento ou culpa em relação ao caso.

A bebê recém-nascida está no hospital infantil aos cuidados do Conselho Tutelar.

Segundo o delegado que está cuidado do caso, a autora e o marido seguem presos, eles serão autuados em flagrante por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e lesão corporal gravíssima em criança. Eles estão à disposição da Justiça.

Grazielle Delfino

Comentários

Carregando do Facebook...
Vídeos da Semana

Informativo municipal - Edição 08

29/06/2022

Informativo municipal - Edição 07

22/06/2022

Últimas Notícias