quarta, 13 de dezembro de 2017

Notícia

Escolinha de Jiu-Jitsu em São Cristóvão do Sul

Esta sexta-feira (11) será marcada pelo início do Projeto Social Jiu-Jítsu, elaborado pelo professor Francisco Machado Junior (faixa preta) e executado pelo instrutor Luis Alberto Goetten (faixa azul). Implantado em parceria com o Departamento de Esportes, de acordo com o diretor de Esportes Eduardo Martins, o projeto social visa oferecer a adolescentes e adultos uma alternativa saudável e produtiva para ocupação do tempo, sendo que, além da oportunidade de trabalhar a capacidade de concentração e comprometimento, poderão aprender e fazer uso dos princípios e doutrinas repassados pela modalidade esportiva, como harmonia, disciplina, honra e lealdade. 

A principal meta do projeto é, através das artes marciais, agir como agente transformador na sociedade e estimular o gosto pelo esporte, visando a formação de uma equipe de competidores, além de desenvolver cidadãos de bem e pessoas que sejam reconhecidas como exemplo e orgulho na comunidade.

Como participar?

Poderão participar pessoas a partir de 12 anos de idade, sem limite máximo, pois o esporte pode ser praticado por todos. 
As aulas, que são gratuitas, iniciam nesta sexta-feira (11) e serão realizadas todas as segundas e sextas-feiras, das 18h30’ às 20 horas, no Departamento de Esportes. 
Inscrições podem ser feitas no local, no início dos treinos. 
As aulas serão ministradas com intuito de criar o prazer pela atividade física; desenvolver a coordenação motora; estimular a amizade, companheirismo, solidariedade, respeito e criatividade; e estimular o desenvolvimento físico e o raciocínio lógico.

Você sabia?
Jiu-jitsu é um termo de origem japonesa que significa suavidade na técnica, sendo que jiu significa suave, e jitsu, arte ou técnica. É uma arte marcial, com origem na Índia, que utiliza várias técnicas e golpes para derrotar o oponente; e como a arte marcial requer atenção, concentração, disciplina e responsabilidade. 

O Jiu jitsu tem como base principal a defesa dos golpes do adversário sem machucá-lo, sendo que os golpes são para imobilizar os oponentes. Para isso, os praticantes se utilizam de força e peso do adversário contra ele mesmo.

Por: Assessoria de Comuniação - Prefeitura São Cristóvão do Sul.