×

REGIÕES

Curitibanos Frei Rogério Ponte Alta do Norte São Cristovão do Sul São João Batista

NOTÍCIAS

Esporte Fique Ligado Segurança Santa Catarina Brasil

Enfermeira Deleane Regina Cardoso é a primeira receber a dose vacina contra Covid-19 em São João Batista

Primeira remessa será destinada a idosos institucionalizados e profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à doença. Foto: Divulgação.

A vacinação contra a Covid-19 teve início na tarde desta terça (19) em São João Batista. Os primeiros a serem imunizados serão os profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à doença e os idosos residentes em instituições de longa permanência.

“Recebemos do Ministério da Saúde, nesta primeira remessa, 175 doses. Devido à quantidade reduzida, a prioridade inicial será a vacinação dos profissionais que trabalham no Centro de Triagem para Covid-19, na emergência do Hospital Monsenhor José Locks e os idosos que residem no Lar Olindina Kammer”, explica a secretária municipal de Saúde, Karin Leopoldo.

Conforme ela destaca, as vacinas serão aplicadas diretamente nos respectivos locais, por equipes volantes. E, ainda, que assim que o município ter acesso a um novo lote de doses, a campanha será estendida para os demais profissionais de saúde e pessoas com mais de 75 anos, com vacinação a domicílio.

Outros grupos serão contemplados à medida que uma quantidade maior de lotes for disponibilizada à cidade, de acordo com as diretrizes do Plano Nacional de Imunização.

Primeira imunizada

A enfermeira Deleane Regina Cardoso foi a primeira moradora de São João Batista a receber a vacina. Há dois anos responsável pela coordenação da UBS Centro, ela também já atuou como responsável técnica no Lar Olindina Kammer e, por 13 anos, no Hospital Monsenhor José Locks. Deleane foi escolhida pelos vínculos que possui com as três instituições que terão acesso inicial às doses.

“É uma grande vitória:  a tão esperada vacina chegou. Sinto-me muito honrada de ser a primeira a receber a vacina e espero que logo toda a população também tenha a oportunidade de ser imunizada”, disse.

Sobre a vacina

O lote encaminhado pelo Ministério da Saúde para São João Batista, assim como para o restante do País, foi de vacinas CoronaVac, produzidas por meio de uma parceria entre o Instituto Butantan e a empresa chinesa Sinovac. Para gerar uma resposta imune mais eficaz, a vacina será aplicada em duas doses, com intervalo de 14 dias entre elas. O uso emergencial da CoronaVac foi aprovado no último domingo (17) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

*Assessoria de Comunicação - Prefeitura São João Batista. 

Grazielle Delfino

Comentários

Carregando do Facebook...
Vídeos da Semana

Vacinação contra a Covid-19 de crianças de 5 a 11 anos com deficiência ou comorbidades

18/01/2022

Com aumento de casos de Covid-19, prefeitura reorganiza atendimentos

06/01/2022

Últimas Notícias