×

REGIÕES

Curitibanos Frei Rogério Ponte Alta do Norte São Cristovão do Sul São João Batista

NOTÍCIAS

Esporte Fique Ligado Segurança Santa Catarina Brasil
Curitibanos

Contrário ao aumento na tarifa de luz, Sifc solicita intervenção da Fiesc junto ao Governo do Estado

Para barrar este reajuste, o Sindicato da Indústria Florestal de Curitibanos (Sifc), solicitou intervenção da Fiesc junto ao Governo de Santa Catarina. Foto: Divulgação.

O reajuste de 7,67% para as indústrias, e de 8,42% para consumidores residenciais já está sendo cobrado desde sábado (22). O aumento na tarifa de energia durante um período de pandemia, preocupa o setor que, assim como os demais, também está sendo afetado economicamente. Para barrar este reajuste, o Sindicato da Indústria Florestal de Curitibanos (Sifc), solicitou intervenção da Fiesc junto ao Governo de Santa Catarina.

No documento encaminhado para a Fiesc, o sindicato repudia o aumento na tarifa de energia e aponta que as indústrias estão enfrentando os impactos econômicos e cumprindo as restrições obrigatórias e todos os protocolos de segurança para evitar a proliferação do vírus. Ainda conforme o ofício, o aumento nesse momento acaba sendo um golpe doloroso e difícil de suportar, principalmente para a população mais carente e para as empresas mais frágeis.

– Somos conhecedores dos esforços e ações que a Fiesc tem realizado em prol da indústria catarinense em especial aos associados dos Sindicatos filiados. Por isso, rogamos a intercessão da federação, para que unidos possamos vencer mais esse problema que atinge nossas empresas – Destaca o presidente do sindicato, Luiz Fernando Brocardo.

Nesta segunda-feira (24), o Procon de Santa Catarina notificou a Celesc para que suspenda o reajuste, caso haja descumprimento, a Celesc pode ser enquadrada em crime por desobediência e sofrer sanções administrativas.

*Assessoria de Comunicação - Sifc. 

Grazielle Delfino

Comentários

Carregando do Facebook...
Vídeos da Semana

Vacinação contra a Covid-19 de crianças de 5 a 11 anos com deficiência ou comorbidades

18/01/2022

Com aumento de casos de Covid-19, prefeitura reorganiza atendimentos

06/01/2022

Últimas Notícias