×

REGIÕES

Curitibanos Frei Rogério Ponte Alta do Norte São Cristovão do Sul São João Batista

NOTÍCIAS

Esporte Fique Ligado Segurança Santa Catarina Brasil
Dirigindo no Via

Cambagem em dia preserva os pneus além de poupar combustível

Você já deve ter ouvido, lido, que é preciso “fazer a cambagem” do carro. Mas o que é isso?

Cambagem é regular o camber, que é ângulo de inclinação vertical medido em graus da roda em relação ao solo. Esta inclinação medida em graus define milimetricamente a posição das rodas, que se desregulado o camber, define-se:

Negativa – É quando as rodas estão abertas embaixo, como se formasse uma letra “A”.

Positiva – É quando as rodas estão fechadas embaixo, como se formasse uma letra “V”.

A olho nu ao observar tal situação já está constatado que a cambagem está fora de medida, porém somente com ferramental específico pode se medir de forma precisa, que é o aparelho de alinhamento. Tal serviço é feito em auto center ou oficinas especializadas.   

As suspensões que equipavam os carros mais ânticos de 30, 40 anos atrás, permitiam a regulagem desse ângulo por serem construídas com bandejas superiores.  Os sistemas de suspensão atuais não dispõem deste recurso que permite a regulagem, a suspensão Mc Pherson, sistema que aboliu as bandejas superiores equipa quase todos os automóveis atuais, salvo alguns modelos de camionetes que ainda usam. Para acertar a cambagem nestas suspensões, existem ferramentas hidráulicas, que literalmente entortam a torre da suspensão. Regula, porém, deve observar que quando é feito esse procedimento é forçado o rolamento da roda, então não é aconselhável fazer isso sempre. Na pior das hipóteses, substituir a torre.

 O que acontece se não fazer a cambagem?
Rodar com os pneus fora do ângulo correto aumenta o consumo de combustível,  pois o atrito, a resistência de movimento entre o pneu e solo será maior, o carro ficará mais “pesado”, a direção também pesará mais que o normal principalmente ao manobrar e principalmente os pneus sofrerão desgaste prematuro.

A banda de rodagem do pneu terá atrito e consequentemente desgaste maior na parte que tocar o solo com mais intensidade dependendo de como está o ângulo, negativo ou positivo.  Além disso, o carro pode ficar instável puxando para um dos lados.

Nos veículos com suspensão independente nas quatro rodas também é necessário fazer a cambagem nas rodas traseiras, nesse modelo de suspensão a mesma possui bandejas ao invés de eixo único rígido unindo as duas rodas.

Recomenda-se conferir a cambagem a cada 10 mil quilometro ou metade em caso de rodar bastante por pisos irregulares. Passar por um buraco no asfalto, em que o impacto seja maior, visitar um auto center  o quanto antes, e se necessário fazer a regulagem. Lembre-se, a manutenção preventiva e mas barata que a corretiva.

                                                                                                                      

Comentários

Carregando do Facebook...
Vídeos da Semana

Vacinação contra a Covid-19 de crianças de 5 a 11 anos com deficiência ou comorbidades

18/01/2022

Com aumento de casos de Covid-19, prefeitura reorganiza atendimentos

06/01/2022

Últimas Notícias