×

REGIÕES

Curitibanos Frei Rogério Ponte Alta do Norte São Cristovão do Sul São João Batista

NOTÍCIAS

Esporte Fique Ligado Segurança Santa Catarina Brasil
Carreira e Empreendedorismo

As habilidades necessárias no mercado de trabalho no pós-pandemia

Ambiente de trabalho pós-pandemia exigirá empatia entre gestores e colaboradores, além de desenvolvimento de soft skills (habilidades e competências).

                   A pandemia mudou os métodos de trabalho que a maioria das pessoas conhecia até então. Abriu novas oportunidades de trabalho, teve dinâmicas aprimoradas e ajustadas a uma nova realidade, e, certamente, acelerou a transformação digital. À medida que muitas empresas se organizam para retornar ao local de trabalho, muitas pessoas não sabem o que esperar dessa mais nova forma de trabalhar, em um período pós-pandemia. Especialista da HSM University diz que um ambiente solidário e empático será essencial para gestores e colaboradores nessa nova fase de “novo normal”.

                   Essa nova dinâmica do trabalho obrigou as organizações a mudarem o seu modelo de gestão e a forma dos líderes conduzirem seus times. “Estar próximo das equipes, realizar mais reuniões e feedbacks e ter uma rotina organizada, aliada a um olhar mais solidário e empático, entendendo as necessidades e desafios de cada colaborador, serão essenciais para o desenvolvimento e a continuação do trabalho assertivo”, explica Paulo Lira, Coordenador e Supervisor Acadêmico da HSM University.

                   Quais habilidade devem surgir após a pandemia? Como se preparar para um ambiente corporativo mais conectado? E, como os gestores e as empresas contribuirão neste novo cenário?

COLABORADORES

                   Planejamento do tempo e organização das prioridades são o ponto crucial para os profissionais, seja no home office ou no ambiente corporativo, essas habilidades serão cada vez mais buscadas nos colaboradores, no qual as cobranças não serão mais medidas pelo tempo, mas pelas entregas realizadas. A inteligência emocional, facilidade na adaptação e resiliência, são termos que têm sido bastante discutidos nos últimos anos, e ficará ainda mais em evidência.

                   “Estas três capacidades se complementam, ajudando a manter o foco, aumentar a produtividade, e ainda evitam que o estresse prejudique a saúde e melhora o relacionamento entre a equipe”, diz Lira.

                   Outro ponto é a educação continuada, independentemente da crise, estar sempre se atualizando e estudando é essencial para os profissionais de qualquer área, ainda mais com as mudanças rápidas nos negócios. “A pandemia ajudou na aceleração digital das empresas, por isso é importante que o profissional esteja apto a acompanhar essas transformações e não só em nível técnico, mas aprimorando a já conhecida soft skills (habilidades e competências)”, ressalta.

GESTORES

                   Os líderes já vinham passando por mudanças profundas nos últimos anos e a crise veio para contribuir ainda mais com essa transformação. Empatia, confiança e a aproximação com os times são essenciais neste período e continuará na pós-pandemia. A partir daí, o líder conseguirá aprender a delegar as tarefas de forma ainda mais eficiente. “O primeiro passo é reconhecer a equipe, saber os pontos fortes de cada membro, por isso é tão importante essa aproximação”, explica o coordenador.

                   Proatividade, antecipação de diferentes cenários e uma visão 360 também são requisitos essenciais que aumentarão na pós-pandemia. “As mudanças no mercado corporativo estavam cada vez mais rápidas, com a pandemia, as empresas tiveram que antecipar algumas transformações, como a digital, e se reinventaram para não perder mercado. Os líderes que tiverem esse olhar e conseguirem contribuir para uma transformação mais ágil e assertiva se destacarão”, afirma Paulo.

                   Colaboradores e gestores precisarão estar abertos e atentos uns aos outros, aprimorando soft skills, ampliando a comunicação para identificar oportunidades e limitações. “Este é um momento de reflexão, as transformações trazidas com a pandemia estão modificando de forma mais rápidas conceitos e tendências que ainda estava em curso. Mas, conseguir identificar oportunidades e entender as novas necessidades e perfil dos colaboradores será essencial para o desenvolvimento das companhias e dos seus funcionários quando a crise passar”.

Por: Paulo Lira - Em: https://cio.com.br/

Comentários

Carregando do Facebook...
Vídeos da Semana

Vacinação contra a Covid-19 de crianças de 5 a 11 anos com deficiência ou comorbidades

18/01/2022

Com aumento de casos de Covid-19, prefeitura reorganiza atendimentos

06/01/2022

Últimas Notícias